O dia 25 de janeiro de 2019 entrou para a história do país com a tragédia socioambiental do rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, que deixou 270 mortos e causou impactos em pelo menos 25 municípios mineiros. Dois anos após o desastre, a Agência Brasil publicou uma série de cinco reportagens atualizando a situação social, jurídica e financeira do caso.

Em um trabalho minucioso, que contou com diversas fontes, a reportagem trouxe à tona a discrepância dos valores repassados pela mineradora Vale, responsável pela barragem rompida, para os acionistas (R$ 19,6 bilhões) e o pago em indenização e auxílios emergenciais aos familiares das vítimas (R$ 3,7 bilhões).

A série detalhou as negociações para os pagamentos e o papel da justiça no caso, além da situação econômica de Brumadinho, hoje tranquila por causa dos acordos com a empresa, mas sem garantias para o futuro. Mostrou também os impactos populacionais no município e como o comércio e o turismo foram fortemente afetados pela tragédia.

A reportagem relembrou o caso do rompimento da barragem da mineradora Samarco em Mariana, em 2015, que deixou 19 mortos e impactos socioambientais na bacia do Rio Doce até a foz, no Espírito Santo. O trabalho detalhou o andamento judicial do pagamento das indenizações, o uso de parte dos recursos para o combate à Covid-19 e como o município lidou com as dificuldades econômicas decorrentes da tragédia.

A falta de transparência da empresa alemã que assinou o laudo de estabilidade da barragem da Vale foi abordada em um dos textos, destacando os processos judiciais que denunciam a Tüv Süd como corresponsável pelo desastre e o risco de rompimento de outras barragens de mineração.

Outro aspecto positivo foi a inserção de artes complementando as informações do texto. Mas, infelizmente, a série não recebeu o destaque que merecia. O conteúdo deveria ter sido incluído entres as reportagens especiais da Agência Brasil e não foi formatado para isso. Nem ao menos os links para as matérias foram disponibilizados ou sugeridos ao final de cada texto, o que ao menos faria a ligação entre eles.

As reportagens podem ser conferidas nestes links:

Criticada por divisão de lucros, Vale diz se comprometer com atingidos

https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2021-01/criticada-por-divisao-de-lucros-vale-diz-se-comprometer-com-atingidos

Combate à covid-19 usa R$1,7 bi de indenização paga por Vale e Samarco

https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2021-01/combate-covid-19-usa-r17-bi-de-indenizacao-paga-por-vale-e-samarco

Tüv Süd reservou 28,5 mi de euros para lidar com processos de tragédia

https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2021-01/tuv-sud-reservou-285-mi-de-euros-para-lidar-com-processos-de-tragedia

Prefeitura de Brumadinho vive boa situação econômica, mas teme futuro

https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2021-01/prefeitura-de-brumadinho-vive-boa-situacao-economica-mas-teme-futuro

Erro de sistema paralisa ação criminal sobre tragédia de Brumadinho

https://agenciabrasil.ebc.com.br/justica/noticia/2021-01/erro-de-sistema-paralisa-acao-criminal-sobre-tragedia-de-brumadinho

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário