No domingo 25 de julho o programa Caminhos da Reportagem, da TV Brasil, exibiu mais um exemplo do bom trabalho que a comunicação pública pode e deve fazer: falar sobre a própria comunicação pública!

As palavras de apresentação do episódio Comunicação Pública: diversidade para a cidadania dão um bom panorama do que será apresentado ao longo dos 26 minutos:

“Conteúdo diversificado, rostos diferentes, todas as vozes, imagens e lugares incríveis. Natureza, diversão, história, cultura, denúncias, memória. A cidadania como prioridade. Quem lê, escuta, vê e acompanha os veículos públicos de comunicação recebe um conteúdo gratuito, livre de apelos comerciais, para o exercício completo da cidadania”.

Trazendo exemplos internacionais, da japonesa NHK e da australiana SBS, o Caminhos fala das funções democráticas que essas empresas de comunicação pública exercem em seus países. Entre os destaques estão o jornalismo imparcial “para ajudar os telespectadores a tomarem as melhores decisões”, programas que não podem ser medidos pelo índice de audiência, por abordarem questões educacionais, de bem-estar e artísticos, ou a programação em mais de 60 idiomas, dirigida às comunidades migrantes da Austrália.

Trazendo para o Brasil, o programa lembra da importância e do alcance da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), apresentando dados da Radioagência Nacional, da Agência Brasil e da TV Brasil, bem como relembrando o início da radiodifusão no país.

O Caminhos da Reportagem também destaca o sucesso do próprio programa, com prêmios vencidos e episódios que se tornaram referência nas escolas, como o Ecos da Escravidão, com 3 milhões de acessos, e Pré-história Brasileira, que já foi visto por 2 milhões de pessoas.

O programa lembra, ainda, da diferença entre a comunicação pública e a estatal e da importância da autonomia financeira para garantir a independência editorial dos veículos públicos. Mais um episódio do Caminhos da Reportagem que tem tudo para se tornar referência em conteúdo didático e de qualidade!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário